O perfil sociodemográfico e académico dos estudantes de enfermagem e o bem estar

Claudia Margarida Chaves, Paula Alexandra Nelas, Carla Maria Cruz, Emília Coutinho, Odete Amaral

Resumen


Enquadramento: Vários fatores podem influenciar o bem-estar subjetivo dos estudantes de enfermagem, desde a motivação, a separação da família e amigos, autonomia na aprendizagem, assim como as perspetivas profissionais futuras.
Objetivo: identificar as variáveis sociodemográficas e académicas que interferem no bem-estar subjetivo dos estudantes de enfermagem.
Participantes: amostra não probabilística por conveniência de 404 estudantes de enfermagem, predominantemente feminina (87.4%), com idades compreendidas entre os 18-24 anos. Prevalecem os estudantes do 4º ano (37.4%).
Métodos: Estudo descritivo-correlacional e analítico. Utilizou-se questionário com caracterização sociodemográfica e académica e a Escala de afetos positivos e negativos (PANAS).
Resultados: os homens revelam mais afetos positivos e as mulheres mais afetos negativos; os estudantes mais novos, residentes em meio rural, a coabitar com a família, no 3º ano, com atividade remunerada, sem estatuto de bolseiro, apresentam mais afetos positivos.
Conclusão: Os resultados apontam para diferenças de género na perceção do bem estar assim como influência do grupo etário, zona de residência, coabitação e ano académico no bem estar subjetivo nos estudantes de enfermagem.


Palabras clave


estudantes de enfermagem; bem-estar subjetivo

Texto completo:

PDF (Português (Portugal))

Referencias


Araújo, B. A. Almeida, L. S., & Paul, M. C. (2003). Transição e adaptação académica dos estudantes à Escola de Enfermagem. Revista Portuguesa de Psicossomática, 1(5), 56.

Araújo, C. L. de O., Frazili, R. T. V., & Almeida, E. C. de (2011). Influência do Sono nas Atividades Acadêmicas dos Graduandos de Enfermagem que Trabalham na Área no Período Noturno. Revista Eletrônica de Enfermagem do Vale do Paraíba, Lorena, 1: 53-62.

Benavente, S.B.T., Silva, R.M.; Higashi, A.B., Azevedo, L.A., & Costa, G. (2014). Influência de fatores de estresse e características sociodemográficas na qualidade do sono de estudantes de enfermagem. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 48 (3): 514-520.

Bublitz, S., Guido, L.A., Freitas, E.O. & Lopes, L.F.D. (2012). Estresse em estudantes de enfermagem: uma revisão integrativa. Rev Enferm UFSM.; 2(3): 530-8.

Coleta, J.A., Lopes, J.E.F., & Coleta, M.F.D. (2012). Felicidade, bem-estar subjetivo dos estudantes do ensino superior: um estudo nas residências universitárias. Dissertação de mestrado. Universidade de Coimbra. https://www.google.pt/#q=Adapta%C3%A7%C3%A3o+acad%C3%A9mica%2C+apoio+social+e+bem-estar+subjetivo+dos+estudantes+do+ensino+superior:+um+estudo+nas+resid%C3%AAncias+universit%C3%A1rias

Dinis, A. C. A. R. (2013). Adaptação académica, apoio social e bem-estar subjetivo dos estudantes do ensino superior: um estudo nas residências universitárias. Dissertação de mestrado. Universidade de Coimbra. https://estudogeral.sib.uc.pt/handle/10316/25321

Galinha, I. C., & Pais-Ribeiro, J. L. (2005). Contribuição para o estudo da versão portuguesa da Positive and Negative Affect Schedule (PANAS): II - Estudo Psicométrico. Análise Psicológica, 219-227.

Oliveira, A.C.A.A. (2015). Depressão, ansiedade e stresse em estudantes de enfermagem. Dissertação de Mestrado. Instituto Politécnico de Viseu. Escola Superior de Saúde de Viseu. http://repositorio.ipv.pt/bitstream/10400.19/2833/1/OLIVEIRA,%20AnaClaudiaAlbuquerqueAlmeidaSantos%20DM.pdf.

Pais-Ribeiro, J.L. (2005). Introdução à psicologia da saúde. Coimbra: Quarteto.

Páramos, M.A., Straniero, C.M., García, C.S., Torrecilla, N.M. & Gómez, E.E. (2012). Bienestar psicológico, estilos de personalidad y objetivos de vida en estudiantes universitários. Pensiamento Psicológico. http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1657-9612012000100001.

Porta-Nova, R.M.M.M. (2009). Adaptabilidade, Competências Pessoais e Bem-Estar Psicológico de Jovens do Ensino Superior na Área das Ciências da Saúde. Dissertação de Doutoramento. Instituto de Ciências Biomédicas de Abel Salazar da Universidade do Porto. http://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/24450/2/Dissertao%20de%20Doutoramento%20Rui%20PortaNova.pdf.

Saraiva, A.G.S. (2015). O consumo de tabaco em estudantes de Enfermagem. Dissertação de Mestrado. Instituto Politécnico de Viseu. Escola Superior de Saúde de Viseu. http://repositorio.ipv.pt/bitstream/10400.19/2834/1/SARAIVA,%20AnaGabrielaSilva%20DM.pdf

Sequeira, C., Carvalho, J. C., Sampaio, F., Sá, L., Lluch-Canut, T., & Roldán-Merino, J. (2014). Avaliação das propriedades psicométricas do Questionário de Saúde Mental Positiva em estudantes portugueses do ensino superior. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental (11), 45-53.

Veríssimo, A., Costa, R., Gonçalves, E., & Araújo, F. (2011). Níveis de Stress no Ensino Superior. Psicologia e Educação, 1 (2): 41-48.




DOI: https://doi.org/10.17060/ijodaep.2016.n1.v2.224 Statistics: Resumen : 412 views. PDF (Português (Portugal)) : 333 views.  

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2016 Claudia Margarida Chaves, Paula Alexandra Nelas, Carla Maria Cruz, Emília Coutinho, Odete Amaral

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-SinObraDerivada 4.0 Internacional.

"International Journal of Developmental and Educational Psychology."

Revista Infad de Psicología.

ISSN digital: 2603-5987

ISSN impreso: 0214-9877