Motivação para ter sexo em estudantes do ensino superior

Paula Nelas, Emília Coutinho, Cláudia Chaves, Odete Amaral, Carla Cruz

Resumen


Enquadramento: O início da atividade sexual é um momento que tem impacto na vida dos jovens. É importante conhecer as motivações para a decisão de fazer sexo. Objetivos: Determinar se a satisfação sexual (relação e confiança) influencia a motivação para fazer sexo. Métodos: Trata-se de um estudo quantitativo, transversal, descritivo e correlacional, com uma amostra de 323 estudantes do ensino superior, com média de idade de 20,68 anos (dp = ± 2,54 anos). O instrumento de coleta de dados foi um questionário que possibilitou a caracterização sexual. A escala de satisfação com o relacionamento sexual (Ribeiro & Raimundo, 2005) e escala de Motivação para ter ou não fazer sexo (Leal & Maroco, 2010) também foram incluídas. Os procedimentos éticos foram garantidos. Os dados foram processados com o programa SPSS (Statistical Package for the Social Sciences) versão 24 para Windows. Resultados: Na amostra 62.5% dos participantes tem namorado. Destes 53.2% namora há mais de dois anos. O namorado (30.7%) e a mãe (21.4%) são os interlocutores preferênciais sobre sexualidade. Na amostra 83.6% já iniciou a vida sexual. O sexo feminino (63.2%) valoriza as intimidades próximas do coito. 54.2% do sexo feminino prefere não ter relações sexuais coitais com mais de uma pessoa. No atual relacionamento 69.2% tem relações sexuais e 81.7% faz contraceção. Os participantes revelam satisfação sexual positiva, tanto no relacionamento como na confiança. O namoro e a experiência sexual influenciam a satisfação sexual. Os homens apresentam o hedonismo, saúde e interdependência relacional como motivos para ter sexo. Os participantes sem experiência sexual referem o medo e o conservadorismo para não ter sexo. A satisfação sexual é preditora para ter sexo nas dimensões hedonismo e saúde, e interdependência relacional. Conclusão: Propomos acriação de gabinetes nas universidades para esclarecimento de dúvidas e treino de competências relacionadas com a sexualidade, que proporcionem decisões sexuais que promovam a saúde sexual e reprodutiva.


Palabras clave


satisfação sexual; estudantes; ensino superior; sexualidade; motivação

Texto completo:

PDF (Português (Portugal))

Referencias


Andrade, A. L., Garcia, A., & Cano, D. S. (2009). Preditores da satisfação global em relacionamentos românticos. Psicologia: Teoria e prática, 11 (3), 143-156. Brasil. Acedido em http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?pid=S1516-36872009000300012&script=sci_arttext

Antunes, M. T. C. (2007). Atitudes e comportamentos sexuais de estudantes do ensino superior . Coimbra: Formasau, Lda

Caetano, J. A. M. (2010). Sexualidade, saúde e direitos humanos. In F. Teixeira, I. P . Martins, P . R. M. Ribeiro, I. Chagas, A. C. B. Maia, T. Vilaça,… M. M. Melo (Orgs.), Sexualidade e educação sexual: políticas educativas, investigação e práticas. (Secção I, pp. 3-29). Braga: Edições CIEd: Centro de investigação em Educação, Universidade do Minho. Acedido em http://www.fpccsida.org.pt/images/stories/Livro_I_CISES.pdf

Collins, W. A., Welsh, D. P ., & Furman, W. (2009). Adolescent romantic relationships. Annual Review of Psychology, 60, 631-652.

Dalton, A., & Galambos, N. (2009). Affect and sexual behavior in the transition to University. Archives of Sexual Behavior, 38 (5), 675-687. Acedido em http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3760485/

Davidson, J. K. S., Moore, N. B., Earle, J. R., & Davis R. (2008). Sexual attitudes and behavior at four universities: Do region, race and/or religion matter?. Adolescence, 43 (170), 189-220.

Dunn, K. M., Croft, P . R., & Hackett, G. I. (2000). Satisfaction in the sex life of a general population sample. Journal of Sex Marital Therapy, 26 (2), 141-151. Acedido em http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10782446

Leal, I., & Maroco, J. (2010). Avaliação em sexualidade e parentalidade. Rio de Janeiro: Editora Legis.

Lopez, F., & Fuertes, A. (1999). Para compreender a sexualidade. Lisboa: Bertrand.

Matos, M. G., Reis M., Ramiro L., & Equipa Aventura Social. (2012). A saúde sexual e reprodutiva dos estudantes universitários: Relatório de estudo, Dados de 2010. Lisboa: Centro de Malária e Outras Doenças Tropicais/IHMT/UNL. Acedido em http://aventurasocial.com/arquivo/1356031665_V5%20Relatorio-Universitarios_protegido.pdf

Matos, M. G., Reis, M. Ramiro, L., & Equipa Aventura Social. (2011). Saúde sexual e reprodutiva dos estudantes universitários: Relatório do estudo – Dados Nacionais 2010. Lisboa: Centro de Malária e Outras Doenças Tropicais/IHMT/UNL. Acedido em http://aventurasocial.com/arquivo/1303148036_Relatorio_HBSC__SSREU.pdf

Matos, M. G., Simões C., Tomé G., Camacho I., Ferreira M., Ramiro L.,… Equipa Aventura Social. (2010). Aventura social & saúde: A saúde dos adolescentes portugueses : Relatório do estudo HBSC 2010. Lisboa. Acedido em http://aventurasocial.com/arquivo/ 1303144700_Relatorio_HBSC_adolescentes.pdf

Narciso, I., Costa, M. P ., & Prata, F. (2002). Intimidade e compromisso pessoal ou “aquilo que pode fazer com que um casamento funcione”. Revista Portuguesa de Psicologia, 36, 67-88.

Nelas, P ., Fernandes, C., Ferreira, M., Duarte, J. & Chaves, C. (2010). Construção e validação da escala de atitudes face à sexualidade em adolescentes (AFSA). In F. Teixeira, I. P . Martins, P . R. M. Ribeiro, I. Chagas, A. C. B. Maia, T. Vilaça,… S. M. M. Melo (Orgs.), Sexualidade e educação sexual: Políticas educativas, investigação e práticas. (Secção IV, pp. 180-184). Braga: Edições CIEd: Centro de investigação em Educação, Universidade do Minho. Acedido em http://www.fpccsida.org.pt/images/stories/Livro_I_CISES.pdf

Oliveira, V. C. M. (2011). Sexualidade adolescente: Motivação para fazer o unã o fazer sexo (Dissertação de mestrado, Instituto Politécnico de Viseu). Acedido em http://repositorio.ipv.pt/handle/10400.19/1572

Orti, N. P ., Souza, V. B., & Maia, A. C.B. (2010). Representação de género no relato de crianças abrigadas. In F. Teixeira, I. P . Martins, P . R. M. Ribeiro, I. Chagas, A. C. B. Maia, T. Vilaça,… S. M. M. Melo (Orgs.), Sexualidade e educação sexual: Políticas educativas, investigação e práticas . (Secção I, pp. 23-29). Braga: Edições CIEd: Centro de investigação em Educação, Universidade do Minho. Acedido em http://www.fpccsida.org.pt/images/stories/Livro_I_CISES.pdf

Pechorro, P ., Diniz, A., & Vieira, R. (2009). Satisfação sexual feminina: Relação com funcionamento sexual e comportamentos sexuais. A n ális e P sic oló gic a , 2 7 (1), 99-108. Acedido em http://www.scielo.oces.mctes.pt/pdf/aps/v27n1/v27n1a08.pdf

Pinto, M. C. (2009). Intimidade em adolescentes de diferentes grupos etários . Lisboa: Altocomissariado para a imigração e diálogo intercultural. Acedido em http://www.oi.acidi.gov.pt/docs/Colec_Teses/tese_25.pdf

Rangel, D. L. O., & Queiroz, A. B. A. (2008). A repressentação social das adolescentes sobre a gravidez nesta etapa de vida. Esc Anna Nery, Revista de Enfermagem, 12 (4), 780-788. Acedido em http://www.scielo.br/pdf/ean/v12n4/v12n4a24.pdf

Ribeiro, J., & Raimundo, A. (2005). Estudo de adaptação do Questionário de Satisfação com o Relacionamento Sexual (QSRS) em mulheres com incontinência urinária. Psicologia, Saúde & Doenças, 6(2), 191-202

Ribeiro, M. I. B., & Fernandes, A. J. G. (2009). Comportamentos sexuais de risco em estudantes do ensino superior público da cidade de Bragança. Psicologia, Saúde & Doenças, 10 (1), 99-113. Acedido em http://www.scielo.mec.pt/pdf/psd/v10n1/v10n1a08.pdf

Sprecher, S., & Regan, P . M. (2000). Sexuality in a relational context. In C. Hendrick, & S. S. Hendrick (Eds.), Close relations hips : A sourcer book (cap. 16, pp. 218-226). California: SAGE Publications, Inc. Vilar, D., Ferreira, P ., & Duarte, S.A. (2009). Educação sexual dos jovens portugueses: Conhecimentos e fontes. Revista Educação Sexual em rede, 5, 2-53. Acedido em http://www.apf.pt/?area=002&mid=004&sid=004




DOI: https://doi.org/10.17060/ijodaep.2018.n1.v2.1162 Statistics: Resumen : 305 views. PDF (Português (Portugal)) : 111 views.  

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2018 Paula Nelas, Emília Coutinho, Cláudia Chaves, Odete Amaral, Carla Cruz

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-SinObraDerivada 4.0 Internacional.

"International Journal of Developmental and Educational Psychology."

Revista Infad de Psicología.

ISSN digital: 2603-5987

ISSN impreso: 0214-9877